sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

O ponto de equilibrio! (sattwa)



Ser justo, mas com amor.
Amar, mas sem aprisionar.
Amparar, mas sem fazer pelo outro o que ele deve fazer por si mesmo.
Ajudar, mas sem tirar do outro o direito de escolher seu próprio caminho.
Perdoar, mas sem ser conivente com o mal.
Esquecer o mal, mas sem ser indiferente a ele.
Ser pacífico, mas não passivo diante dos acontecimentos.
Cultivar a não violência, mas sem violentar a si mesmo.
Lutar com coragem, mas aceitar a derrota como parte das experiências da vida.
Ter coragem de enfrentar os próprios limites, mas também de reconhecer as próprias fraquezas.
Servir ao dever, mas sem ser oprimido por ele e sem escravizar-se a coisa alguma.
Viver com prazer, mas não viver em função dele.
Ser simples e humilde, o que não significa andar mal vestido ou descuidar-se de si mesmo.
Conservar puro o coração, o que não significa esconder de si os próprios sentimentos.
Crer no Universo, mas sem atribuir a ele aquilo que nos compete.
Cultivar a fé, mas sem abdicar da razão.
Caminhar com equilíbrio, eis o nosso maior desafio.
Sem equilíbrio, tombamos sempre ...... para um lado... ... ou para outro.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

O essencial é invisivel aos olhos!





"E agora eu vou contar a você um segredo: nós só podemos ver perfeitamente com o coração; o que é essencial é invisível aos olhos. Os homens têm esquecido esta verdade. Mas você não deve esquecê-la. "


(Antoine de Saint-Exupéry)

Exemplos!

video

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Manipuladores.















Muitos que têm interesse puramente económico em nós, desenvolveram a arte “de criar um sentimento de falta quando estamos em plena abundância, uma ansiedade que obriga muitas pessoas a agirem imediatamente para não ficarem à margem”.




terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Não intoxicar!


A alimentação é mais do que o simples acto de comer!
Quando nos alimentamos, ficamos num estado geral de assimilação...
E assimilamos tudo aquilo que chega até nós, muito facilmente...
Devemos fazer a refeição num estado quase meditativo... centrados em nós próprios e nos alimentos que estamos ingerindo... segundo a filosofia yoguica, devemos ficar em estado de gratidão em relação à natureza e a todos quantos foram intervenientes para que aqueles alimentos estivessem ali ao nosso dispor...
Claro está que não deve ser um estado opressivo, em que ninguém pode falar... é importante haver equilíbrio e harmonia... conforto, serenidade... e um silêncio agradável ...
Muitas pessoas colocam uma tv na cozinha... assim cozinham e fazem a refeição com toda a atenção centrada nos noticiários, que são muito zen, claro... ihihih ... excelente nutrição...
Quando estamos a alimentar-nos assimilamos nutrientes e também todas as vibrações do ambiente que nos rodeia... tudo aquilo que vai chegando até nós... sons, conversas, etc... se esses sons forem poucos e harmoniosos e as conversas poucas e de assuntos tranquilos, todos os nossos sistemas agradecem... e a riqueza alimentar é outra...
Sugiro que façam a experiência de se alimentarem, em vez de comerem simplesmente durante um tempo e verão a diferença...
O tubo digestivo agradece... a energia fica com menos "lixo" para eliminar... e a mente ganha serenidade...
Sugiro também que façam uma desintoxicação mental... visitem o site


http :/ www.adbusters.org /metas psycho mdw /

O equilibrio dos sabores!




Temos a liberdade relativa de comer aquilo que queremos e cozinhar como queremos...e isso é ponto assente.
Não devemos fazer as coisas de outra maneira só porque outros nos dizem que como nós fazemos não é certo, porque aí perdemos a nossa identidade até no comer e no cozinhar...
Mas, muitas vezes a nossa consciência não está satisfeita com as nossas praticas alimentares e sentimos necessidade de mais ou de melhor... por vezes precisamos adquirir novos valores alimentares...
Esse é o intuito deste blog... partilhar novos valores alimentares... para quem sente necessidade deles, claro !
Também é obvio que estes valores não são novidade... não fui eu que os descobri, ihihih ... foram chegando até mim ao longo dos tempos e adoptei-os por me fazerem muito sentido!
Agora estou a partilha-los...

Hoje quero falar um pouco sobre o equilíbrio dos sabores.
Quando cozinhamos, será muito bom se o fizermos com a consciência do equilíbrio dos sabores... devemos respeitar acima de tudo o gosto de quem vai ingerir os alimentos, mas é importante saber que os sabores como doce, salgado, amargo, picante e acido são energeticamente estimulantes de órgãos específicos e que a desarmonia na ingestão de um desses sabores vai excitar ou enfraquecer o órgão correspondente, levando assim ao desequilíbrio do funcionamento vital do organismo.
Também ao nível do paladar a intensificação de um sabor costuma anular outros, comprometendo assim a riqueza degustativa do prato confeccionado... por exemplo, se adicionarmos demasiado sal, perdemos o paladar dos outros ingredientes do cozinhado... demasiado doce também ... e por aí.
Quero só partilhar a consciência do equilíbrio dos sabores por dois factores, a riqueza dos paladares e a harmonia energética dos órgãos .

A agua!






A agua !
Não conhecemos a agua... o seu efeito... a sua função ... as suas estruturas... tal como não conhecemos a maioria das nossas estruturas!!!
Temos uma noção do que elas podem ser, mas não as conhecemos de facto.
A agua é muito volátil , altera a estrutura com muita facilidade.
A agua é um excelente condutor de correntes eléctricas e por esse motivo capta com muita facilidade as frequências vibracionais à sua volta ( façam uma pesquisa sobre a investigação do dr. Masaru Emoto ) .
A nossa estrutura física é constuida por +- 70% de agua... tal como a estrutura física do planeta.
A nossa agua reage muito às nossas emoções ... tal como talvez a agua do planeta reaja às emoções das pessoas que o habitam...
Quando nos tratamos bem ou quando os outros nos tratam bem, temos uma sensação física de bem-estar... isto talvez porque as nossas moléculas de agua estejam a ajustar-se a essa vibração .
Temos o dever de nos tratarmos o melhor possível e fazer o mesmo com os outros... e até com o planeta...
As regras de tomar agua todos os dias, já todos sabemos muito bem... porque ajuda na desintoxicação do organismo... o que é imprescindível ... também permite receber novas moléculas de agua para substituir aquelas que já estão saturadas e precisam ser eliminadas... permitindo assim uma nova vitalidade física ...
Muito se pode dizer sobre a agua... e muito já foi dito...
Eu recomendo que em vez de termos a atenção centrada na agua exterior a nós... comecemos por viver com uma agua de mais qualidade dentro de nós...

Sobrevivencia!



Não devemos viver a vida pensando nos perigos ou nas situações negativas que possam acontecer, mas devemos ter a consciência delas.
Nessa perspectiva deixo aqui um link de um vídeo que mostra um modelo de natação para crianças, de modo a prevenir os afogamentos que poderiam acontecer.

Os modelos!

Na infância, uma criança não têm informação suficiente para julgar o que é certo ou errado a um determinado nível...O ambiente familiar tem determinadas características... harmonioso, de respeito pelo próximo, silencioso, alegre, barulhento, de gritos, de discussões,de birras dos pais, de lamentações, de agressões diversas, etc...
Uma criança nesse ambiente vai assimilar a seguinte informação... isto é um lar, uma mulher que se comporta assim... um homem que se comporta desta maneira... dificuldades ou não... respeito ou violência... choros ou alegrias... amor ou infidelidades...
A criança pode sentir-se desconfortável nesse ambiente, mas como não têm valores suficientes para julgar se esta certo ou não, assimila que é assim... a partir dali começa a estruturar o seu mundo em torno desses padrões que assimilou, ainda que possam ser-lhes muito desagradáveis...
Pode assumir o papel de um dos elementos da família e tornar-se opressor, agressivo, ser mentiroso, amuar, ser irresponsável ou fazer-se de vitima e até tornar-se mesmo vitima dos outros... isto acontece principalmente porque está a reproduzir padrões...

Infelizmente ou não as coisas processam-se assim...
Também pode ser harmonioso, feliz, de bem com a vida, livre, respeitador, positivo, empreendedor... dependendo daquilo que assimilou...

Por tudo isto e muito mais, lhes digo que não adianta darem somente boas recomendações aos vossos filhos, se depois derem exemplos muito negativos... vou dar um exemplo concreto... de pouco adianta dizerem aos vossos filhos para não roubarem e depois vocês pais chegam a casa e dizem que trouxeram (roubaram) do vosso trabalho uns clips, um maço de folhas para a impressora ou qualquer outra coisa... (roubar não é só roubar um banco... ha muitas formas de roubar, que parecem insignificantes, mas está lá o acto... tipo roubar as ideias dos outros e dizer que são suas, etc... as crianças assim aprendem a ser desonestas) ... garanto-vos que palavras sábias pra com os vossos filhos são muito importantes, mas ainda mais importante é o vosso exemplo como pais.
Por tudo isto tornemo-nos pessoas melhores, para podermos criar bons filhos, bons seres humanos, pessoas de bem... pra que as proximas gerações já sejam mais consciêntes, mais felizes, mais respeitadoras, mais sábias...
Um abraço e boas praticas...

Durante a gravidez...


Com a gravidez vêm associados diversos estados emocionais que dão alegria ou perturbam muito a mãe e o bebe...Muitas gravidas desenvolvem estados de ansiedade e muitos medos durante a gravidez... muitas vezes são emoções que já la estão latentes, mas assumem maiores proporções neste período.Os medos costumam ser, o de não aguentar a dor do parto, de algo correr mal durante o parto, de o bebe ter problemas de desenvolvimento, de não conseguir cuidar bem da criança que esta chegando, do peso que as novas despesas com o bebe criarão no orçamento... e por aí.Infelizmente os pais ainda não têm uma consciência real do quanto estão prejudicando aquele ser que vai nascer com esse tipo de dilemas...A gestação é uma fase de enorme importância... o mundo daquele bebé muito limitado, está restringido ao ambiente materno e como tal o bebe vive com muita intensidade tudo o que acontece com a mãe e ao seu redor... pensamentos, dilemas, conversas, emoções....E infelizmente estrutura-se muito no futuro a partir dos padrões que lhe ficaram registados nessa primeira fase da sua vida...Por todos esses motivos e outros que não falámos é muito importante a gravida e quem está ao seu redor, fazer o possível e o impossível para estar o mais possível em harmonia, em equilíbrio, de bem com o mundo... com uma atitude de vida o mais positiva possível.... é uma oportunidade única... não vão ter outra chance de mudar aquilo que "escreveram " no subconsciente daquela criança... acreditem que essa é uma das maiores heranças que podemos deixar aos nossos filhos... a todos os níveis....Não sejam egoístas... durante aqueles 9 meses deve haver um cuidado especial... façam dos vossos filhos a prioridade. Se decidiram ser pais, tenham a consciência de que têm uma missão com aquele ser que vai nascer... entre outros pontos, fornecer-lhe bons valores, amor.... que começa no ventre e que vão fazer dele uma pessoa "de bem"... e acreditem que as crianças precisam mais disto, do que de muitos brinquedos...